Pesquise neste blog / Search in this blog

Carregando...

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Beatles nas pistas

Grupo Easy Star's All Stars recriam clássico do Quarteto de Liverpool


Apesar de sua formação remontar ao ano de 1997, foi apenas em 2003 que o coletivo de reggae Easy Star's All Stars obteve reconhecimento mundial ao lançar seu Dub side of the moon, uma inventiva releitura, faixa a faixa, do clássico Dark side of the moon, do Pink Floyd, tramada por meio de intervenções eletrônicas e ritmos caribenhos. Em 2006, os Easy Star's repetiram a dose ao regravar OK computer, do Radiohead (se valendo do pseudônimo Radiodread!) e, agora, resolveram se apossar de nada mais nada menos que Sgt. Pepper's lonely hearts club band, dos Beatles.


Regueiros chegam ao terceiro álbum-tributo incrementando os arranjos com grooves.
Foto: Reprodução da capa do cd: Easy Stars lonely hearts Dub Band
No disco rebatizado como Easy Star's Lonely Hearts Dub Band (selo Coqueiro Verde), o grupo - Michael Goldwasser (guitarras elétricas e acústicas, percussão, sintetizador), Victor Ticklah Axelrod (teclados), Victor Rice (baixo) e Patrick Dougher (bateria, percussão) - convocou uma série de convidados especiais para assumir os vocais da gravação. Nos arranjos, não há nenhuma inovação radical ou pretensiosa, apenas a esperada argamassa de grooves e riddinsarregimentados no ska, no rocksteady, no dub e no reggae.

Aqueles que se dispuserem a ouvir o CD sem pruridos beatlemaníacos vão encontrar diversão garantida. Ex-vocalista de apoio de lendas jamaicanas como Lenny Hibbert e Gregory Isaacs, Junior Jazz abre o trabalho provendo a faixa-título com uma contagiante levada dançante, seguido de perto pelo grande Luciano (cantor de reggae influenciado por Stevie Wonder e pelo finado Dennis Brown), em uma releitura roots, recheada de metais para With a little help from my friends.

Como seria de se esperar em um trabalho movido por inspiração rastafári, as demais faixas do disco se sucedem de forma relaxada, sem sobressaltos. De resto, cabe ainda destacar as presenças do ícone da cena dancehall Frankie Paul, em Lucy in the sky with diamonds; do veterano Max Romeo em Fixing a hole; da improvisada dupla Bunny Rugs (vocalista do grupo Third World) e U-Roy (o rei do toast jamaicano, espécie de versão prototípica para o rap norte-americano) em Lovely Rita; e do genial Michael Rose (dono da poderosa voz que imantou os melhores trabalhos do grupo Black Uhuru) na conclusiva A day in the life.
Publicado no Diario de Pernambuco em 11/07/2010.
Baixe este álbum aqui (link retirado do blog Original Pinheiros Style).

Nenhum comentário:

Postar um comentário